Art&MusicaLSlides® LSlides - "Alguns cuidados essenciais aos espíritas"

Alguns cuidados essenciais aos espíritas

*Lourenço Nisticò Sanches

Ao escrever estas considerações, muito embora sejam consubstanciadas em matéria amplamente divulgada, desde sempre por reconhecidos e ilustres personalidades da Doutrina dos Espíritos, especialmente por seu codificador – Allan Kardec, confesso que senti uma espécie de desconforto – semelhante ao que o amigo Alamar Régis Carvalho deve experimentar quando da elaboração e publicação de seus excelentes, muito embora contundentes, escritos.

 

Melhor explicando:

 

Por sua natureza, a revelação espírita tem duplo caráter: participa ao mesmo tempo da revelação divina e da revelação científica:

 

·        Da revelação divina, porque foi providencial o seu aparecimento e não o resultado da iniciativa, nem de um desígnio premeditado do homem; porque os pontos fundamentais da doutrina provêm do ensino que deram os espíritos encarregados por Deus de esclarecer os homens acerca de coisas que eles ignoravam, que não podiam aprender por si mesmos e que lhes importa conhecer, hoje que estão aptos a compreendê-las.

 

·        Participa da segunda, por não ser esse ensino privilégio de individuo algum, mas ministrado a todos do mesmo modo; por não serem os que o transmitem e os que o recebem seres passivos, dispensados do trabalho da observação e da pesquisa, por não renunciarem ao raciocínio e o livre-arbítrio; porque não lhes é interdito o exame, ao contrário, recomendado; enfim, porque a doutrina não foi ditada completa, nem imposta à crença cega, porque é deduzida, pelo trabalho do homem, da observação dos fatos que os espíritos lhe põem sob os olhos e das instruções que lhe dão, instruções que ele estuda, comenta, compara, a fim de tirar ele próprio às ilações e aplicações.

 

Numa palavra, o que caracteriza a revelação espírita é o ser, divina a sua origem e da iniciativa dos espíritos, sendo a sua elaboração fruto do trabalho do homem.

 

Os espíritas em geral, não apenas os neofitos como também os "antigos seguidores", mais especialmente os que se dedicam ao estudo da Doutrina Espírita percebem, desde logo, que se encontram diante não apenas de uma religião, mas de um fantástico cabedal de conhecimentos fortemente alicerçados na ciência e na filosofia, acompanhando-as par e passo em seu desenvolvimento através do tempo – e, por mais incrível que pareça, a elas se adiantando ao nos revelar fatos que paulatinamente – e no seu devido tempo, vêm se confirmando pelas pesquisas e novas descobertas científicas. Além de, naturalmente, nos desnudar a história da civilização e do orbe terreno, como nunca dantes, auxiliando-nos ainda a exercitar nosso raciocínio e bom senso. Ufa!

 

Deixemos de lado neste despretencioso escrito os multiplos aspectos edificantes e consoladores proporcionados pelo espiritismo e vamos procurar nos ater tão apenas no que denominei "perigos" a que a Doutrina dos Espíritos pode nos expor, visto que o meu propósito não é senão o de modestamente unir-me a tantos outros espíritas igualmente preocupados com o progresso individual e coletivo desta humanidade da qual todos fazemos parte, para nos conscientizar e assenhorar de alguns dos cuidados que devemos ter; tratando-se, pois, de um alerta.

 

O conhecimento é diretamente proporcional ao grau de responsabilidade social que temos. Ampliar o conhecimento significa ampliar a responsabilidade para com a cidadania, para com a natureza, para com os seres vivos, para com o nosso semelhante e para com nós próprios e para com as Leis emanadas pelo Criador, tão bem exemplificadas por Nosso Irmão Maior - Jesus.

 

"É costume de um tolo, quando erra, queixar-se dos outros. É costume de um sábio queixar-se de si mesmo".
Sócrates.

 

É exatamente por descortinar informações não disponíveis ao público em outras religiões – especialmente referido-nos às doutrinas que são seriamente pautadas em bases filosófico-religiosas – que são expostas pelo espiritismo de forma totalmente "aberta" a quem desejar colher desse manancial de cultura e fé raciocinada no Criador, que alguns prosélitos "estufam o peito" face aos parcos conhecimentos superficialmente adquiridos e sem maior aprofundamento sentem-se pessoas diferenciadas possuidoras da "chave do conhecimento".

 

Também os há dentre os que militam na Doutrina há vários anos e, pasmem, não raro também identificamos "trabalhadores" que se encontram no desempenho de atividades de auxílio fraterno em instituições espíritas, com essa mesma postura – conscientes ou não de sua falha, o que torna-se ainda mais grave.

 

A exemplo dos trabalhadores de uma profissão liberal, situando-se ela em qualquer área de atividade do conhecimento humano, é exigido profundo e permanente estudo para seu melhor exercício, igualmente aos que se dedicam ao trabalho voluntário de auxílio fraterno em instituições espíritas exige-se constante estudo, atualização e, especialmente, vigilância – a mesma que nos foi prescrita pelo Mestre: "orai e vigiai" (Mateus, 26,41).

 

Quanto mais não dizer das pessoas que executam trabalhos que exigem a faculdade da mediunidade para seu melhor e perfeito desempenho objetivando o auxílio fraterno.

 

Lamartine Palhano Jr. em seu "Dicionário de Filosofia Espírita", conceitua mediunidade como sendo uma faculdade inerente ao homem que permite a ele a percepção, em um grau qualquer, da influência dos Espíritos. Não constitui privilégio exclusivo de uma ou outra pessoa, pois, sendo uma possibilidade orgânica, depende de um organismo mais ou menos sensitivo. Como mencionado, todo aquele que sente, num grau qualquer, a influência dos Espíritos, é, por esse fato, médium. Essa faculdade é inerente ao homem; não constitui, portanto, privilégio exclusivo, donde se segue que poucos são os que não possuem um rudimento dessa faculdade. Pode-se, pois, dizer que todos são, mais ou menos, médiuns.

 

Todavia, usualmente, assim só se qualificam aqueles em que a faculdade mediúnica se mostra bem evidenciada e se traduz por efeitos patentes, de certa intensidade, o que então depende de uma organização mais ou menos sensitiva. A predisposição mediúnica independe do sexo, da idade e do temperamento, bem como da condição social, da raça, da cultura, da religião, da inteligência e até mesmo das qualidades morais. Todavia, quanto mais elevado for moralmente o médium, melhor instrumento este se tornará à Espiritualidade.

 

Lembro-me do filme protagonizado pelo excelente Sean Connery – "O nome da Rosa". O enredo transcorre no ano de 1327, ou seja, o apogeu da Idade Média. Lá se retoma o pensamento de Santo Agostinho (354-430), um dos últimos filósofos antigos e o primeiro dos medievais, que fará a mediação da filosofia grega e do pensamento do início do cristianismo com a cultura ocidental que dará origem à filosofia medieval, a partir da interpretação de Platão e o neoplatonismo do cristianismo. As teses de Agostinho nos ajudarão a entender o que se passa na obra "O Nome da Rosa" que pode ser interpretado como tendo um caráter filosófico, quase metafísico, já que nele também se busca a verdade. Um restrito número de sacerdotes detém o conhecimento que – em sua visão – não poderia ser divulgado, sob pena de "caírem alguns dogmas do catolicismo". Guilherme de Baskerville (personagem de Connery), é o frade franciscano detetive, e é também o filósofo, que investiga, examina, interroga, duvida, questiona e, por fim, com seu método empírico e analítico, desvenda o mistério das ocorrências que cercam aqueles vulgos "eleitos a guardiões do saber".

 

Numa precária comparação, penso que algumas pessoas que se dizem espíritas, postam-se como aqueles sacerdotes do filme mencionado: tornaram-se – por si e pelo seu orgulho – em pessoas especiais, com predicados além da média, "só eles detém o conhecimento" e, naturalmente, as respostas a muitas questões que os indivíduos que lhes são mais próximos endereçam-lhes.

 

Lamentavelmente isso sucede mais comumente do que imaginamos.

   

Diante do exposto, não podemos deixar de mencionar outro fenômeno, o animismo.

 

Na literatura espírita o termo animismo é usado para designar um tipo de fenômeno onde é o espírito encarnado do próprio médium que se manifesta por seu intermédio. Para melhor entendimento desse fenômeno, podemos usar as denominações utilizadas pelo estudioso espírita Hermínio Corrêa de Miranda, quais sejam, a de chamarmos o espírito, que, segundo o espiritismo tem uma infinidade de existências, de individualidade, enquanto cada uma das existências do mesmo é uma personalidade.

 

Dessa forma, admitida a pluralidade das existências, conclui-se que a individualidade deve possuir um conhecimento imensamente superior ao de cada uma de suas personalidades, pois soma ao conhecimento da atual personaliade tudo o que se constitui em sua "bagagem de experiências e conhecimentos" das que representou nas existências pregressas.

 

Desse modo, na manifestação anímica, o médium pode expressar muitos conhecimentos que ele, enquanto personalidade, não possui. Daí decorre, muitas vezes, que não há como se saber se uma manifestação é anímica ou realmente mediúnica, ocorrendo esta última tão somente quando o espírito que se comunica não é o que está encarnado no médium.

 

Entretanto, essa linha de raciocínio não considera uma dicotomia entre fenômeno anímico e fenômeno mediúnico. Na grande maioria das vezes, o que ocorre é um estado intermediário com maior ou menor participação do espírito encarnado no médium em relação ao espírito desencarnado que por ele se expressa.

 

"Desde que uma opinião nova venha a ser expendida, por pouco que vos pareça duvidosa, fazei-a passar pelo crisol da razão e da lógica e rejeitai desassombradamente o que a razão e o bom senso reprovarem."

 

Só há um caminho para qualquer médium lograr o melhor êxito no seu trabalho mediúnico: é o estudo incessante aliado à disciplina moral superior. Nenhum médium ignorante, fantasioso ou anímico transformar-se-á em um instrumento sensato, inteligente e arguto, se não o fizer pelo estudo ou próprio esforço de ascensão espiritual.

 


Nesta seara – influência moral do médium, um estudo sério e sistematizado relativo à correlação entre espiritismo e animismo é válido para uma caminhada segura, sem fantasia, baseada em instrumentos sadios e esclarecedores quanto ao que nasce do intermédio entre o plano carnal e o espiritual e o que tem origem na estrutura - mental de um individuo apenas: mesmo portando ele o "galardão" de muitos anos de espiritismo e de dedicação ao trabalho mediúnico.

 

Essa interferência anímica inconsciente, por vezes, é tão sutil que o médium é incapaz de perceber quando o seu pensamento intervém ou quando é o espírito comunicante que transmite suas idéias pelo contato perispiritual.

 

Não podemos, contudo, confundir o animismo com a "mistificação", ou seja, a deliberação consciente de enganar, resultado da má intenção; esta sim, reprovável em todos os aspectos e que deverá ser totalmente banida tão logo o padrão vibracional e moral do médium se eleve; visto que na maioria das vezes essas ocorrências estão intimamente relacionadas com o cultivo do orgulho, antes referido quando mencionamos o filme "O Nome da Rosa".

 

Entendemos, portanto, que a prática mediúnica requer muito conhecimento visto existirem muitos médiuns anímicos mesmo dentro da Doutrina, principalmente aqueles que não se dão, ao respeito e não procuram fazer cursos e estudar com afinco os livros da Codificação e em especial "O Livro dos Médiuns".

 

 

Por fim, ao encerrar estas ilações gostaria de lembrar um dos mais importantes ditos de Allan Kardec, de extrema utilidade a todos nós, iniciantes ou antigos na Doutrina, e muito especialmente aos trabalhadores voluntários do abençoado trabalho de auxílio fraterno desenvolvido nas instituições espíritas:

 

"Melhor é repelir dez verdades do que admitir uma única falsidade, uma só teoria errônea"

AllanKardec em 'O Livro dos Médiuns' dissertando quanto "Da influência moral do médium".

 

1 de dezembro de 2010.

Art&MusicaLSlides® Fauser - "Surpresa!!!"

 

Surpresa!!!

 

Clique no nome ,  'Jacquie Lawson'
Só click no nome acima...
E quando abrir,   click em um frasco de tinta e veja o que acontece!!!

 

 






 






 






 



--
Esta mensagem foi verificada pelo Serviço de Proteção
contra Vírus e Conteúdo Perigoso da VIVAX e acredita-se
que esteja livre de perigo.

Cidália
9624 3183
CAMPANHA DE PROTEÇÃO DE E-MAILS DE AMIGOS:
Proteja meu endereço, como estou protegendo o seu, não revele e-mail dos correspondentes, use cco (com cópia oculta)  retire endereços antes de reenviar, dificulte disseminação de vírus e spam, e se não quiser receber mais minhas mensagens avise-me para retirá-lo de minha lista.

 

Antes de imprimir, veja se realmente é necessário. Ative sua consciência ecológica.


--
Esta mensagem foi verificada pelo sistema de antivírus e
acredita-se estar livre de perigo.

 

 

 

 

 

 

 

 

GRATIS! Animações de Natal para seu e-mail – do IncrediMail! Clique aqui!

video

Todos querem salvar a Amazônia.

A empresa norte-americana Arkhos Biotechnology apresenta sua

alternativa.

O governo lulopetista vai dar uma resposta a este comercial ?

 

 

 

 

 

 


CAIXA DE BOLACHAS EM FORMA DE BOLO


--





--
Você está recebendo esta mensagem porque se inscreveu no grupo "Mania de arte" dos Grupos do Google.
Para postar neste grupo, envie um e-mail para mania-de-arte@googlegroups.com.
Para cancelar a inscrição nesse grupo, envie um e-mail para mania-de-arte+unsubscribe@googlegroups.com.
Para obter mais opções, visite esse grupo em http://groups.google.com/group/mania-de-arte?hl=pt-BR.

AMIGAS   &    AMIGOS,
 
                          
Excelente matéria. Extremamente educativa. Uma boa Lição de Vida...

Ouçam atentamente...

ESCUTEM ATÉ O FINAL... É SURPREENDENTE!
FORTE  ABRAÇO!

 

 

 

Direitos e deveres

 

Muito se ouve falar a respeito dos direitos do cidadão. Nunca os direitos foram tão exaltados como nos últimos tempos.
 
Criam-se códigos e códigos, estabelecendo os mais variados direitos das criaturas. Tanto o consumidor quanto a criança e o adolescente têm seus direitos assegurados por lei.
 
A imprensa nunca teve tanta liberdade de expressão como na atualidade.
 
Isso demonstra um grande progresso, não há dúvida.
 
Todavia, não podemos esquecer que ao lado de qualquer direito, há também um dever.
 
Ambos devem andar sempre juntos para serem legítimos.
 
Mas o que, infelizmente, vem ocorrendo, é que cada um só reclama seus direitos, relegando os deveres ao esquecimento.
 
O fornecedor que é também, sem dúvida, consumidor, será que pensa como tal nos direitos dos outros quando elabora seus produtos?
 
Ou será que só se lembra dos direitos do consumidor na hora de reclamar os seus direitos?
 
A criança e o adolescente, será que são alertados de que também têm deveres para com a sociedade em que vivem?
 
Há cidadãos que gritam alto pelos direitos de protestar, de fazer greve. Alegam que a greve é um instrumento legítimo para quem quer ver seus direitos respeitados.
 
Todavia, o que não levam em conta tais cidadão, é o direito das outras pessoas.
 
A greve será um instrumento legítimo sempre que, com esse ato, não se esteja desrespeitando o direito dos outros.
 
Se desrespeitar, por mais justa que seja a discussão, a greve já não será legítima.
 
Poderá até ser legal, mas não será honesta. Não podemos desejar, como pessoas lúcidas que pretendemos ser, que o nosso direito afronte o direito do nosso semelhante.
 
Quando estamos discutindo com o patrão por causa do salário, por exemplo, é um direito que temos, e é um dever do patrão pagar-nos o que nos seja devido, mas a comunidade à qual servimos não tem que pagar o preço da nossa contenda.
 
Se o médico deixa de atender aos doentes, não é o patrão que ele está afrontando.
 
Passa a dever à comunidade, por que fez juramento de salvar vidas, e não de salvar vidas quando ganhasse bem.
 
Se o professor deixa centenas de crianças analfabetas, está faltando com o sentimento de fraternidade e com o dever assumido perante a própria consciência.
 
O chofer ou o cobrador não devem, em nome do seu direito, deixar toda uma comunidade sem condução, quando sabem que os trabalhadores que dela dependem terão descontados os dias faltados, porque, em tese, o patrão não vai querer saber se há greve ou não.
 
As pessoas comuns precisam poder ir e vir, já que os mais abastados não viajam nos coletivos.
 
Assim, se estamos nos sentindo acossados pelos baixos salários, violentado pelos maus tratos profissionais, ou se temos qualquer outra dificuldade a acertar em termos funcionais, a nossa pendência será com o patrão, seja ele o Governo, seja o empresário da iniciativa privada. Jamais o povo, já demasiadamente desrespeitado, humilhado, desconsiderado.

***


O dever principia sempre, para cada um de nós, do ponto em que ameaçamos a felicidade ou a tranqüilidade do nosso próximo e acaba no limite que não desejamos que ninguém transponha com relação a nós.
 
O homem que cumpre o seu dever ama a Deus mais do que as criaturas e ama as criaturas mais do que a si mesmo.

 

 

30 de novembro de 2010

 

Pergunta nº111 do livro "Ante o Vigor do Espiritismo", ed. Fráter Livros Espíritas.

video

 

Art&MusicaLSlides® Sula - "MILAGRES"

 Amigos, tenham um bom dia!!

 

 Sula...

 

 

 

Política-mente, correto?

*Marli Gonçalves

A política mente por todos os poros, nas nossas fuças. Além de se intrometer e interferir em nossas vidas, sonhos e projetos. E mesmo assim ainda tem gente que não entende que política de verdade é o nosso próprio viver. Apesar deles.


Vocês também pensaram que depois das eleições as coisas iam ficar mais divertidas, produtivas, e que o pior já teria passado? (E, inclusive, chegado ao Poder?) Engano. Os últimos dias foram ainda mais recheados de grandes abóboras, erros primários, conversas jogadas fora e especulações sem pé nem cabeça. As trapalhadas nos exames somaram-se à inabilidade inacreditável dos atuais motoristas do país Brasil, e o que é pior, dos futuros, também - já que a cada dia a esperança da chegada de cabeças bem pensantes se esvai no ralo incomum. Cada explicação mais fajuta do que a outra, esquecida logo depois. Cada ato logo seguido de um desato ou desatino. Mentiras oficiais de calça e perna curta embuchadas nas nossas gargantas.

Tem dias que "eles" todos penetram até nos nossos sonhos, transformando-os em pesadelos. Pois bem, então .

O vice-presidente José Alencar, quase 80 anos, internado há dias, com luta contra o câncer há anos, mais de 15 cirurgias, tem um infarto agudo do miocárdio. A nota diz que ele não corre risco de morte. Um mineiro imortal, finalmente.

No jornal que se dizia de oposição, ops, imparcial, a matéria de capa: "Com Dilma nas nuvens", sobre o voo da presidente eleita em primeira classe para a Coreia do Sul. Você leu aquilo? Não? Ah, que pena! Ficou sem saber que a nossa presidente também baba enquanto dorme, come frugalmente, usa pijaminha e chinelinhos coloridos que a maravilhosa companhia aérea fornece, e lê, lê muito. Anda com três livros na malinha, essa nova intelectual. E com o moderno IPAD para continuar lendo. Meu Deus! Que capacidade! Temo que ficaremos com nossa governante despachando de dentro das bibliotecas. Fora outros detalhes.

Ah, você não sabia. Não adianta negar que só soube agora. A nossa presidente, depois de eleita, "deixou" que fôssemos informados de algo fundamental: tem mãe. E mãe viva, daquelas, mineiríssima, inclusive bem falante, apessoada, classe média da Savassi, articulada, e... religiosa! Dilma Jane. E uma tia. Não parece estranho que só apareça agora alguéns que poderiam ter tranquilamente acabado com todos os "boatos" equivocados e "aleivosias" contra ela lançadas na campanha, conforme amplamente falado?

Enquanto isso, o ministro da Educação piscava os olhos claros, arrebitava o nariz e abria as asas sobre os INEPtos de sua pasta, cometendo erros ano após ano nos exames vestibulares. Desculpe aí, hein? Mas será mesmo que não tinha um único filho de Deus que pudesse ter revisado as provas na gráfica? Ô coitados!

Como? Estavam ocupados analisando e tentando censurar a obra de Monteiro Lobato? Está brincando! Verdade? Como é? Querem colocar notas explicativas para dizer que a carne preta de Tia Nastácia é afro-descendente? Para que as crianças não virem racistas imediatamente após a tal perigosa leitura das "Caçadas de Pedrinho"?

Vou falar baixinho porque, senão, grito. Muito do que aprendi na infância colhi ali nas obras de Monteiro Lobato, incluindo noções de Português e Aritmética, o respeito aos povos, a capacidade de sonhar, a importância da família, o respeito com todos, o carinho com os animais e a luta contra injustiças de toda a sorte, além de um enorme amor pela pátria. De crianças, as porcas torcem o rabo, com o Marquês de Rabicó, o Visconde de Sabugosa, a doida Emília, Narizinho, Pedrinho, a miríade de personagens. Ainda muito pequena apontava aos meus pais (e outros) quando muitas vezes estes eram racistas, ou não entendiam a igualdade entre as pessoas. Será que eu deveria ter sido proibida de ler? Será que foi por causa disso que virei subversiva e de esquerda durante a ditadura? Que perigo! Devia ter lido só "As princesas também soltam Pum", mas esta bobagem ainda não havia sido escrita à época.

De saco cheio desse politicamente correto que anda por aí, conclamo todos a esconderem, enquanto há tempo, os seus exemplares de "Reinações de Narizinho". Eles, os pentelhos do politicamente correto, podem achar que o livro está fazendo apologia às drogas e ao delírio das viagens. E o que é pior, influindo na formação de mulheres insatisfeitas. Mulheres que jamais terão príncipes, muito menos reinos de águas claras. E jamais terão, ainda, aquele vestido tecido pela Dona Aranha (forte incentivo ao homossexualismo?): um vestido da cor do mar, com todos os seus peixinhos. Tecido pela fada Miragem, cortado com a tesoura da Imaginação, cosido com a agulha da Fantasia, usando a linha do Sonho.

"Feito de cor - e cor do mar! Em vez de enfeites conhecidos - rendas, entremeios, fitas, bordados, plissês ou vidrilhos, era enfeitado com peixinhos do mar. Não de alguns peixinhos só, mas de todos os peixinhos - os vermelhos, os azuis, os dourados, os de escamas furta-cor, os compridinhos, os roliços como bolas, os achatados, os de cauda bicudinha, os de olhos que parecem pedras preciosas, os de longos fios de barba movediços - todos, todos". O vestido "não parava um só instante" de faiscar e brilhar, e piscar e furtar-cor, porque os peixinhos não paravam de nadar nele, "descrevendo as mais caprichosas curvas por entre as algas boiantes".

Muito louco esse Lobato, hein? E como diria a Narizinho aos desgovernados que nos governam: "Calem-se! Ou os peixinhos podem se assustar e sair correndo!"

São Paulo, reino das águas turvas e, por incrível que pareça, em 2010


* Marli Gonçalves é jornalista. Cor predileta: furta-cor, e cor do crepúsculo. Estou como você: precisando ter idéias maravilhosas para sobreviver corretamente.
***
Vem voar comigo, igual passarinho, pela internet, onde quiser, pelo Twitter, Facebook, blog, feitos com muito esforço para ficarmos juntos mais tempo: Todo dia tem novidades, defesa dos nossos direitos, gracinhas e broncas. Inscreva-se para receber os avisos de posts novos. Entre, participe, fique à vontade. Sinta-se em casa. Divirta-se. Visite o meu blog

Tenho Twitter e estou sempre em campanha por mais seguidores e amigos. Vem? Siga-me! O passarinho canta. É divertido. O endereço é "www.twitter.com/MarliGo"
***
E-mails:
marli@brickmann.com.br
marligo@uol.com.br
***
ATENÇÃO: Por favor, ao reproduzir esse texto, não deixe de citar os e-mails de contato, e os sites onde são publicados originalmente, www.brickmann.com.br e no  http://marligo.wordpress.com

 

wordpress.com
***
Aqui você encontra todos os artigos anteriores:www.brickmann.com.br
***

 

 

A verdadeira árvore de natal


cid:1.1924216779@web53007.mail.re2.yahoo.com

cid:1.1924216779@web53007.mail.re2.yahoo.comJESUScid:1.1924216779@web53007.mail.re2.yahoo.com
cid:1.1924216779@web53007.mail.re2.yahoo.comUniãocid:1.1924216779@web53007.mail.re2.yahoo.com
cid:1.1924216779@web53007.mail.re2.yahoo.comAlegriascid:1.1924216779@web53007.mail.re2.yahoo.com
cid:1.1924216779@web53007.mail.re2.yahoo.comEsperançascid:1.1924216779@web53007.mail.re2.yahoo.com
cid:1.1924216779@web53007.mail.re2.yahoo.comAmor. Sucessocid:1.1924216779@web53007.mail.re2.yahoo.com
cid:1.1924216779@web53007.mail.re2.yahoo.comRealizaçõescid:2.1924216779@web53007.mail.re2.yahoo.comLuzcid:1.1924216779@web53007.mail.re2.yahoo.com
cid:1.1924216779@web53007.mail.re2.yahoo.comRespeitocid:3.1924216779@web53007.mail.re2.yahoo.comHarmoniacid:1.1924216779@web53007.mail.re2.yahoo.com
cid:1.1924216779@web53007.mail.re2.yahoo.comSaúde cid:4.1924216779@web53007.mail.re2.yahoo.com Solidariedadecid:1.1924216779@web53007.mail.re2.yahoo.com
cid:1.1924216779@web53007.mail.re2.yahoo.comFelicidade cid:1.1924216779@web53007.mail.re2.yahoo.comcid:3.1924216779@web53007.mail.re2.yahoo.comHumildadecid:1.1924216779@web53007.mail.re2.yahoo.com
cid:1.1924216779@web53007.mail.re2.yahoo.comConfraternizaçãocid:2.1924216779@web53007.mail.re2.yahoo.comcid:5.1924216779@web53007.mail.re2.yahoo.comPurezacid:1.1924216779@web53007.mail.re2.yahoo.com
cid:1.1924216779@web53007.mail.re2.yahoo.comAmizade cid:2.1924216779@web53007.mail.re2.yahoo.comSabedoriacid:3.1924216779@web53007.mail.re2.yahoo.com.Perdãocid:1.1924216779@web53007.mail.re2.yahoo.com
cid:1.1924216779@web53007.mail.re2.yahoo.comIgualdadecid:1.1924216779@web53007.mail.re2.yahoo.comLiberdade. Boa - Sortecid:1.1924216779@web53007.mail.re2.yahoo.com
cid:1.1924216779@web53007.mail.re2.yahoo.comSinceridadecid:3.1924216779@web53007.mail.re2.yahoo.comPaz, Pazcid:4.1924216779@web53007.mail.re2.yahoo.comFraternidadecid:1.1924216779@web53007.mail.re2.yahoo.com
cid:1.1924216779@web53007.mail.re2.yahoo.comEquilíbriocid:2.1924216779@web53007.mail.re2.yahoo.comDignidadecid:1.1924216779@web53007.mail.re2.yahoo.comcid:2.1924216779@web53007.mail.re2.yahoo.comBenevolênciacid:1.1924216779@web53007.mail.re2.yahoo.com
cid:1.1924216779@web53007.mail.re2.yahoo.comcid:1.1924216779@web53007.mail.re2.yahoo.comBondade.Paciência.cid:3.1924216779@web53007.mail.re2.yahoo.comGratidãocid:1.1924216779@web53007.mail.re2.yahoo.com
Forçacid:1.1924216779@web53007.mail.re2.yahoo.com
cid:1.1924216779@web53007.mail.re2.yahoo.comJESUScid:1.1924216779@web53007.mail.re2.yahoo.comJESUScid:4.1924216779@web53007.mail.re2.yahoo.comJESUScid:1.1924216779@web53007.mail.re2.yahoo.com
cid:6.1924216779@web53007.mail.re2.yahoo.com    cid:6.1924216779@web53007.mail.re2.yahoo.com 
cid:6.1924216779@web53007.mail.re2.yahoo.comcid:6.1924216779@web53007.mail.re2.yahoo.comcid:6.1924216779@web53007.mail.re2.yahoo.com

CAMPANHA:
VAMOS FAZER ESTA ÁRVORE CIRCULAR
 ATÉ O FIM DO ANO PARA LEVAR O NOME DE JESUS PARA AS PESSOAS, POIS SÓ ELE É

O VERDADEIRO SENTIDO DO NATAL